MUSEUS DE ARTE E NATUREZA

Visitei muitos museus de arte em diversos países, o que me rendeu mais cansaço do que prazer. De vários eu só me lembro do nome (alguns nem disso) e de um ou outro objeto exposto. Há alguns anos parei de ir aos louvres e prados, os grandes museus, por mais que reconheça a importância e riqueza de seu acervo.

É um outro tipo de museu me encanta e muito. Nele se incluem os museus que colocam a arte em estreito contato com a natureza. Veja aqui quais são eles e algumas anotações pessoais sobre cada um.

 

Nenhum comentário.

CORREIO DO PARAISO

Nonô (Carlos Alberto Guimarães Cadaval), nosso irmão, morreu em 2005. Três anos depois, Maria Silvia – mais conhecida como Naná – relembra a pessoa querida que Nonô sempre foi, imaginando como seria uma carta que ele enviou do “aeroporto do paraíso”. Leia aqui.

 

Nenhum comentário.

ENCONTRO NO CARIBE

No tempo em que era executivo da indústria automobilística, Paulo Cadaval, meu irmão, se divertia trazendo aviões dos EUA. Isso lhe rendeu muitas emoções e saudades. Numa dessas viagens solo, o mau tempo o obrigou a pousar numa pequena ilha do Caribe e lá ele se vê frente a um encontro inesperado. Leia aqui essa história de imprevistos e amizades.

Na página “Histórias de Paulo” você pode ler outras histórias muito divertidas.

 

 

Nenhum comentário.

TEMPO COM PRINCÍPIO E FIM

 

 

Nenhum comentário.

ALÉM DA CONJUNTURA

Cidade e campo - by M. Cadaval

O crescimento econômico superou as fronteiras da economia, invadiu a política e permeia todas as dimensões do debate público. Define o bom e o mau governo, quem ganha ou perde eleições, tornou-se a força motora da sociedade.  Por que e para que crescer são perguntas que deixaram de ser feitas (…) O economista americano Robert J. Gordon, professor da Universidade de Northwestern, procura responder a uma pergunta mais simples: o rápido crescimento a que nos acostumamos pode ser indefinidamente mantido? Sua conclusão é que não. Ao contrário do que se assume, não há garantia de que o crescimento seja um processo contínuo e permanente.

Um artigo fascinante de André Lara Resende na trilha aberta pelo citado economista e pelos pesquisadores Robert e Edward Skidelsky . O assunto vai muito além da economia, entrando no campo do ambientalismo e da desigualdade social. LEIA AQUI.

Nenhum comentário.

COMBATE À POBREZA

Gravatá - M. Cadaval

Essa entrevista de Alexandre de Freitas Barbosa, do CEBRAP, contém idéias muito lúcidas sobre as políticas sociais do governo atual. Não li ainda a pesquisa em que ela se baseou e por isso tomo as afirmações como hipóteses. Hipóteses que eu mesmo formularia se estivesse militando no setor e que considero absolutamente razoáveis. Clique aqui para ler a entrevista.

Nenhum comentário.

GRANDES PAINEIS

Berlim by mcadaval
Berlim, a photo by mcadaval on Flickr.

Criei um novo album de fotos bem interessante. O que caracteriza as fotos desse álbum é a presença de grandes painéis. São outdoors, murais e esculturas artísticas de grande porte, grafites, vitrines e espelhos. Em algumas fotos há também a presença de pessoas no primeiro plano, mas elas são apenas testemunhas, marcas do tempo e do espaço, jamais os focos principais.
O aspecto portentoso de alguns painéis é apenas ilusório, efeito de lentes sobre objetos pequenos ou da menor aproximação. Pouco importa: as imagens se transformam em painéis e dominam o campo de visão. A qualidade não é uniforme e depende muito do equipamento disponível e da minha capacidade em cada momento.
As fotos foram tiradas nos últimos vinte anos em várias cidades que visitei e, entre tantas que já fiz, são as que mais me encantam. À vezes me pergunto sobre o porquê dessa preferência e não encontro resposta. Sinto que elas me permitem criar mais com os dados do meu campo visual do que uma paisagem ou figuras humanas em fundo neutro.

Para ver o album, clique aqui.

Nenhum comentário.

DESEMPENHO ESCOLAR – O MEU

Filhos, netos ou amigos que não gostam de ir à escola ou com mau desempenho escolar? Quem não conhece? Minhas lembranças e reflexões sobre o desempenho escolar, vividas em Belo Horizonte de 1946 a 1994, talvez sirvam para alguma coisa. Ou será que a experiência é realmente um farol que aponta para trás e não serve para nada? Em todo caso, divirta-se lendo aqui alguma coisa sobre o assunto.

Nenhum comentário.

QUE MÍDIAS VOCÊ LÊ?

Que mídias você anda lendo com regularidade? Entre elas, quais as que você recomendaria aos amigos?

Estou me referindo a jornais, revistas, sites, blogs e coisas parecidas. Ficam de fora a televisão e os livros.

Aqui vai a minha resposta.

Dou uma olhada nas notícias da UOL e da Globo (G1) para ter uma visão superficial do que está acontecendo. Folheio Caras quando vou ao cabelereiro ou ao dentista.

As que eu leio e recomendo são as seguintes:

  • Caderno Eu & Fim de Semana do Jornal Valor Econômico, que sai às sextas-feiras. É um dos melhores suplementos culturais que conheço, incluindo também ótimos artigos sobre economia e política no Brasil e no mundo.
  • BBC Brasil (http://www.bbc.co.uk/portuguese), em português.
  • Google Notícias/Mundo, reproduz notícias das mídias mais importantes do mundo inteiro.
  • Revista Bravo! , da Editora Abril, dá um bom panorama de literatura, cinema, música, teatro e dança no Brasil.
    Revista National Geographic, em português. Uma viagem pelo mundo sem sair de casa.

 

Nenhum comentário.

O NATAL VEM AI

Se há uma vertente do ambientalismo que me entusiasma é a do anti-consumismo.

Numa entrevista de 1968 para Clarice Linspector (que na época era também uma jornalista), Tom Jobim dizia: “Sou contra a arte do consumo. Claro, Clarice, que eu amo o consumo… Mas do momento em que a estandardização de tudo tira a alegria de viver, sou contra a industrialização. Sou a favor do maquinismo que facilita a vida humana, jamais da máquina que domina a espécie humana.”

A primeira frase sugere que se possa reescrever a última da seguinte forma: SOU A FAVOR DO CONSUMO QUE FACILITA A VIDA HUMANA, JAMAIS DO CONSUMO QUE DOMINA A ESPÉCIE HUMANA.

Vejo com tristeza uma pessoa lúcida como a Dilma ir para a televisão conclamar os brasileiros a consumir (tout court). Que ao menos completasse: consumam o que tem utilidade para vocês.

Por mais que eu me esforce, não consigo entender a loucura do consumo dissociada da utilidade.

Preparem-se, o Natal vem aí.

Nenhum comentário.

FRITADA DE CAMARÃO

Essa receita é genial. Quem me enviou foi Maninha (Maria Neusa Cadaval Bedê), obedecendo aos ensinamentos de Vovó Belinha e das antigas cozinheiras do Maranhão. Há muitos segredos na preparação e combinação dos ingredientes, mas o principal é o seguinte: o molho deve ser bem grosso.  Clique aqui para ver a receita.

Nenhum comentário.

UM RIO, DUAS CIDADES

Aqui você vê um novo video, completando as minhas observações sobre Budapeste. Um pouco do passeio turítico, um pouco do que se vê nas ruas.

Nenhum comentário.

NOTAS DE BUDAPESTE 1

Quando viajo, gosto de registrar coisas que me chamam a atenção fora dos roteiros turísticos. Nem sempre consigo postar as anotações no mesmo dia em que as idéias e sensações me vêm à cabeça. Por isso, ai vão, com alguns dias de atraso, as anotações sobre Budapeste, cidade da Hungria onde fiquei do dia 8 ao dia 17 de outubro. Clique aqui.

3 Comentários

FOTOS DE BUDAPESTE

Passei uns dias em Budapeste e tirei fotos muito legais desta cidade que é uma das mais bonitas da Europa. Dê uma olhada, clicando em “Budapeste” na faixa abaixo.

 

www.flickr.com

mcadaval Budapeste photoset mcadaval Budapeste photoset

Nenhum comentário.

ESCRITORES NUNCA ESTÃO EM CASA

Os escritores só estão mesmo em seus textos. O resto – sua vida, biografias, a glória ou a decadência – não passa de ficções de segunda classe que até ajudam a entender a obra, mas jamais a substituem. Leia aqui esse excelente artigo de José Castello, publicado no Caderno Eu&Fim de Semana do jornal Valor Econômico.

Nenhum comentário.

REMANDO NO LAGO PARANOÁ

Novo video com cenas de remo no Lago Paranoá, em Brasília (outubro de 2012)

1 Comentário

A FOTO DIZ TUDO

Nenhum comentário.

BRASIL ENTRE OS 12 PAISES MAIS DESIGUAIS

O novo presidente do IPEA declarou em matéria do UOL (Leia aqui) que “Não há, na história brasileira estatisticamente documentada desde 1960, nada similar à redução da desigualdade de renda observada desde 2001. Assim como a China está para o crescimento econômico, o Brasil está para o crescimento social.”

Como sempre, as estatísticas permitem várias leituras, às vezes diametralmente opostas. É o que se vê nas declarações do presidente do IPEA. Se o Brasil teve um excepcional desempenho em reduzir a desigualdade social e ainda continua entre os 12 países mais desiguais do mundo é porque os outros países tiveram um desempenho bem melhor do que o nosso (ou seja, a redução da desigualdade que conseguimos é muito modesta em termos relativos).

 

Nenhum comentário.

LIVRO DAS ESPECIARIAS

A Publifolha lançou um livro precioso de culinária: o Livro das Especiarias, do chef londrino John Gregory-Smith. Ele viajou por lugares como Tailândia, Malásia, Índia, Turquia, Marrocos, Oriente Médio e México em busca de receitas com aromas e sabores marcantes. É um livro de receitas deliciosas e nem por isso de difícil elaboração. Junto com as receitas, você aprende tudo sobre temperos simples como alho, pimenta, gengibre, páprica e canela e descobre outros menos conhecidos, mas delicadíssimos como o garam masala, o açafrão (diferente do nosso açafrão da terra) e o sumagre, todos à venda por aqui.

Tenho uma preferência especial pelas sopas e saladas e, entre elas, sugiro a salada de romã, erva doce, laranja e agrião. Já fiz também e todos gostaram do guisado persa de cordeiro com açafrão e mel. Se você não gosta de cozinhar, dê de presente e convide-se para o almoço.

Nenhum comentário.

PREÇO DOS IMÓVEIS É IRREAL E INSUSTENTÁVEL

Vale a pena ler a matéria da Folha sobre estudo do IPEA que aponta para a possibilidade de bolha imobiliária no Brasil, principalmente se você está pensando em comprar ou vender imóveis.

Clique aqui para ler a matéria.

Nenhum comentário.